Wednesday, 24 August 2016

Campo de Girassóis na Inglaterra

A Inglaterra está sempre me surpreendendo. Já sabia que não precisávamos ir ate a Provence para ver campos de lavanda (para ler o post sobre os campos de lavanda clique aqui) e agora descobri que não preciso ir ate a Toscana para encontrar um belo campo de girassóis. 


Quando visitei o campo de lavandas em Julho fiquei sabendo que eles também tinham uma plantação de girassóis. Mas como a época da florada é diferente, em Junho tinha muita lavanda, tudo roxinho, mas nada dos girassóis. 

Perguntei na recepção e me informaram que a melhor época para ver girassol é em Agosto. E me aconselharam a seguir a pagina deles no Facebook pois eles iam postar fotos com o progresso do campo, a medida que os girassóis começassem a florescer.  

E assim eu fiz. Fiquei acompanhando a pagina deles e quando começaram a postar fotos com o campo de girassóis floridos eu e a Liliana, do blog Catalogo de Viagens, programamos a visita. Demos sorte pois essa semana fez um super sol, um dia lindo em plena terça-feira. E as terças-feiras, durante o verão,  o campo fica aberto ate as 9pm! Era o dia perfeito.


Saímos do trabalho um pouco mais cedo, umas 16:30, pegamos o trem ate minha casa pois moro no norte de Londres, pertinho da motorway que nos leva ate o campo. Pegamos o meu carro e fomos dirigindo ate la. Da minha casa ate o campo deu mais ou menos 50 minutos. 
Da pra ir de transporte publico, é um pouco mais complicado mas eu vou deixar as explicações direitinho no final do post. 


Chegamos umas 7 da noite e apesar do estacionamento estar bem cheio o campo não estava tão lotado. Demos logo de cara com uma aula de yoga, em frente ao campo de lavanda. Imagina que astral, fazer yoga ao ar livre, de olhos fechados e sentindo o cheirinho da lavanda?
Durante o verão eles tem aulas de yoga por la as terças-feiras e aos domingos. Para participar basta levar o seu tapete e pagar £8. 

Alem da yoga eles também tem programação de cinema ao ar livre. Para saber mais detalhes das datas dos eventos sugiro dar uma olhada no site deles ou na pagina do Facebook

Assim que você entra já vê logo os campos de lavanda. Olhando mais ao fundo você começa ver o amarelo colorindo a paisagem. Como as lavandas ja passaram da época boa, fomos direto ao campo dos girassóis. 

O campo é bem grande e lindo! Eu nunca tinha visto girassol daquele tamanho na vida. São muito altos, com mais de 1,50m e as flores são imensas, do tamanho da minha cabeça (e olha que eu sou cearense!!).


Impossível ver girassóis e não lembrar do Van Gogh. Tive o privilegio de ver alguns dos quadros da serie de girassóis dele, tanto aqui em Londres (na National Gallery) como no museu dele em Amsterdam. Li que na literatura holandesa o girassol é associado à lealdade e devoção, e que talvez seja por isso que ele tenha escolhido pintar essas flores para receber seu amigo querido Paul Gauguin em Arles, na França. No mínimo intrigante, uma flor tão associada à alegria e amizade pintada por um artista conhecido por seus momentos de depressão e solidão. 

Um dos 7 quadros de Girassol que o  Van Gogh Pintou

Ficamos mais de 1 hora "perdidas" no meio do campo, fotografando e curtindo esse presente da natureza. E quando achávamos que não podia melhorar fomos presentadas com um por do sol de cinema, daqueles que vai tingindo de laranja o céu azul, até que a noite vai vencendo aos pouquinhos, apagando os últimos resquícios do sol no horizonte. E a gente ali, fascinada, olhando os girassóis. Deu ate pra entender porque o Van Gogh gostava tanto de pintá-los. 





Se eu, que tava só olhando girassol, viajei desse jeito na hora do por do sol imagina a turma da yoga! Deve ter sido uma experiencia mágica pra eles. 

Saímos quando já estava escuro e o cheiro da lavanda parecia ainda mais forte. Fomos caminhando pro carro inebriadas pelo cheiro. Uma delicia!

Recomendo DEMAIS a visita. É um pouco longe mas a experiencia vale a pena. 


A entrada é paga e custa £4,50 por adulto. Esse valor te dá o direito de colher quantas lavandas couber na sacolinha que eles fornecem. Você também pode colher girassóis, só que eles cobram £0,50 por girassol. 
Acabei sem colher nenhum girassol. Por dois motivos: Fiquei com pena de cortar uma belezura daquelas e, mesmo se cortasse, não teria onde plantar em casa. Eles são enormes, não cabem em vasos normais de flor.  

Como chegar:

De carro

De carro é super fácil. Você vai pela M1 e sai na Junction 10 (sentido Stotfold). Pega a A507 e em 2 milhas você vai começar a ver as placas para Ickleford. Siga essas placas. Quando você chegar na vila de Ickleford a fazenda vai estar a sua esquerda.
Pra quem tem GPS/navegador, é só colocar o post code SG5 3UA. Não tem erro. 

De transporte publico.

Vá para a estação de trem de King's Cross e pegue o trem que vá para Peterborough. Ande 9 paradas nesse trem, aproximadamente 49 minutos e desça em Arseley.
Saia da estação, atravesse a rua e procure a parada em frente ao pub The Old Oak.
(Na imagem abaixo eu marquei em amarelo a estacao de Arseley e o pub The Old Oak)


Pegue o ônibus 72 na parada em frente ao Pub. Ande 11 paradas (mais ou menos 8 minutos) e desça na parada de nome "The Green. (Programe-se com antecedência pois o ônibus passa a cada 60 minutos!)
No mapa abaixo eu marquei em amarelo a parada de ônibus onde você vai descer (lado esquerdo no mapa) e ao lado direito fica a fazenda.



Outra opção seria pegar um taxi da estação de Arseley ate a fazenda. Dessa forma você não fica preso ao ônibus. Como é pertinho, acredito que não vão cobrar mais do que £10 pela jornada. 

E se você ta com viagem marcada pra Londres durante a época da florada do girassol e quiser um passeio guiado, é só entrar em contato comigo. Faco passeios guiados por Londres e arredores. 










Monday, 22 August 2016

Como visitar Londres gastando pouco

Sempre que vou ao Brasil de ferias encontro com amigos que dizem ter muita vontade de conhecer Londres mas que desistem porque é muito caro. 


Não posso negar, Londres é uma cidade cara e a cotação da Libra para  o Real  não ajuda. Entretanto, acredito que poucas cidades oferecem tantas atracões turísticas, de qualidade, completamente gratuitas como Londres! 

Então, resolvi fazer esse post com dicas de como visitar Londres gastando pouco mas aproveitando ao máximo o que a cidade tem pra oferecer. Senta aí que la vem textão! 

Hotéis

Eu não sei vocês, mas eu to ficando velha! Não tenho mais paciência pra viajar e ficar em albergues, dividindo quarto e/ou banheiro. Mesmo com orçamento apertado, eu prefiro ficar em hotéis que sejam baratos mas que sejam confortáveis, simples e limpos. 

Interior do quarto de um Travelodge

Existem duas cadeias de hotéis no Reino Unido que se encaixam perfeitamente nessa descrição. O Premier Inn e o Travelodge
Eles tem hotéis espalhados em diferentes áreas de Londres, sejam áreas mais residenciais e afastadas ou no centrão turístico. 
Na minha opinião os melhores para turistas, na relação custo x beneficio, levando em consideração preço e localização, são:

Rede Premier Inn:
Os da rede Premier Inn são um pouco mais caro e também melhores. 


  • Hub London Spitafields, Brick Lane - a partir de £69 - Selecionei esse mais pelo preço do que pela localização. Apesar de Brick Lane ser uma área super vibrante, com muita opção (principalmente noturna) ele fica meio longe dos pontos turísticos principais. Mas nada que uma jornada rápida de metro não resolva. 
  • London Waterloo - Westminster Bridge - a partir de £91 - Esse não é dos mais baratos mas a localização é excelente. Fica bem atras da London Eye, pertinho do Big Ben. 
  • London Blackfriars (Fleet Street) - a partir de £66 - Esse fica pertinho da catedral St Paul's, na City, numa area bem movimentada durante a semana mas tranquila aos finais de semana. 


Rede Travelodge:
Sao mais baratos que os Premier Inn mas tambem mais simples. Perfeitos para quem vai passar o dia na rua batendo perna e só quer mesmo um lugarzinho simples e confortavel pra descansar no final do dia. 


  • London Covent Garden - a partir de £59 - Esse é o Travelodge mais bem localizado de todos. Pertinho de Covent Garden, área maravilhosa e muito turística. 
  • London Central Euston - a partir de £69 - Literalmente em frente a estação de Euston, com fácil acesso ao centro turístico e perfeito pra quem vai viajar de trem pelo Reino Unido pois vários trens saem de Euston ou King's Cross, que fica ao lado. 
  • London Central King's Cross - a partir de £79 - Pertinho da estação de King's Cross (fãs do Harry Potter piram nessa estação) com acesso super fácil aos locais turísticos da cidade. 


Outra rede de hotéis, mais conhecida dos brasileiros, que também tem opções interessante em Londres são os da rede Ibis. 

Rede Ibis


  • London Euston St Pancras - - a partir de £79 - Adoro esse hotel! Super moderno, novinho e em frente a estação de Euston.
  • Ibis Blackfriars - a partir de £87 - Esse não fica no burburinho turístico mas fica perto de 2 estacoes que te levam facilmente ao centro. 

Transporte 

Sim, o metro de Londres é maravilhoso. Mas também é caro, especialmente se compararmos a outras cidades da Europa (tipo Paris, por exemplo). 
Geralmente quem vem a turismo fica na zona 1 ou 2 de Londres. Todos os hotéis sugeridos acima ficam nessas zonas. 
O preço do passe da semana do metro ,zona 1 e 2, custa £32.40 (preço de 2016). Esse valor te da acesso aos trens e metros que circulam na zona 1 e 2 e também da direito a todos os ônibus (independente da zona que eles estejam). Pra quem vem passar menos de 2 dias, vale a pena comprar apenas o passe do dia, que custa £12.10.

Mas se você é disposto, gosta de atividade física, o clima ta legal e quer ter uma experiencia diferente, por que não alugar as bicicletas do sistema de compartilhamento de Londres? Atualmente elas chamam Santander Bikes ( o banco Santander patrocina a ideia) e eles tem pontos de coleta de bicicletas espalhados pela cidade inteira! É super simples de usar e econômico.


 Você só precisa ir ate uma das "estacoes" de coleta de bike, com o seu cartão de credito ou debito e seguir as instruções para alugar. Depois de processado, a maquina ira imprimir um bilhete com uma senha de 5 dígitos. É só ir na bicicleta que você quer alugar, digitar a senha, esperar a luz verde acender e retirar a bike. Você pode retornar a bike em qualquer outro ponto de coleta, não precisa ser no mesmo onde você a pegou. É só achar uma estação de coleta que tenha uma vaga livre pra bike, encaixar ela no suporte novamente e esperar a luz verde acender. 

O aluguel da bicicleta custa apenas £2 por dia. Você paga £2 e pode fazer quantas viagens quiser, contanto que cada jornada não ultrapasse 30 minutos.
 Por exemplo, você pode pegar a bike no Hyde Park, colocar seu cartão, debitar £2. Dai você pedala ate o Big Ben (essa pedalada não demora mais do que 15 minutos), estaciona por la, explora a área ao redor e depois decide pegar outra bike e pedalar ate o Museu Britânico (menos de 20 min de pedalada), estaciona, explora o Museu e depois pega outra bike pra ir pra outro lugar e assim vai. 
 Ou seja, contanto que cada jornada que você faça não ultrapasse a duração de 30 minutos você não vai pagar nada alem dos £2 diários. 
Se alguma jornada sua ultrapassar os 30 minutos você sera cobrado £2 a mais por cada jornada que tenha excedido esse tempo.
É um modo maravilhoso de conhecer a cidade, se exercitar e ainda por cima economizar. E Londres esta cada vez mais "bike friendly" tendo construído recentemente uma Ciclovia enorme que passa por vários pontos turísticos da cidade. Falei mais sobre a ciclovia nesse post. 





Agora que vocês já estão hospedados e "motorizados" vamos passar pra parte da alimentação.

Onde comer?

Londres tem opções para todos os gostos e bolsos.

Você pode comer muito bem em Londres com o orçamento apertado.

Essa parte vai ser bem fácil de recomendar! Porque recentemente vários bloqueiros de Londres escreveram um ebook gratuito com sugestões de 100 restaurantes em Londres. É só baixar o ebook e correr pra pagina 64. La você vai encontrar a seção "bom e barato" com sugestões de refeições por menos de £10.



O guia também é ótimo pra quem procura sugestões de restaurantes com vista, comida inglesa, cerveja artesanal, etc. Então é só baixar e pesquisar nele. :)

O que fazer?

Como eu citei no inicio do post, Londres é uma cidade que oferece muitas atrações turísticas, de qualidade e gratuitas.

Diferente de Paris e Nova York, os museus mais importantes de Londres são completamente gratuitos. Dentre varias opções você pode explorar os seguintes museus, sem pagar 1 centavo.

Museus

Museu Britânico - o mais visitado da cidade. Uma viagem ao mundo sem sair de Londres
Tate Modern - arte moderna. Picasso, Juan Miro, Dali, Helio Oiticica e mais
Tate Britain - arte  britânica. Perfeito para os amantes do Turner.
National Gallery - Van Gogh, Renoir, Monet, Rafael, Rembrandt, etc.
National Portrait Gallery - ótimo para amantes da historia inglesas com retratos de vários monarcas
Maritime Museum - Museu Marítimo, situado em Greenwich, uma area linda da cidade.
Museum of London - Museu que conta a historia da cidade de Londres
National History Museum - Museu de Historia Natural. Imperdível

Museu de Historia Natural
Science Museum - Museu de Ciências. Super interessante e interativo. Ótimo para crianças também.
Victoria and Albert Museum - Perfeito para os amantes de design e moda. Prédio incrível!
Imperial War Museum - Museu da guerra. Recém reformado. Imperdível para os amantes de historia.

A lista de museu gratuitos é imensa. Acima eu citei apenas os meus favoritos mas alem deles existem muitos outros.

Igrejas

Diferente de outras cidades do mundo, aqui se cobra pra entrar nas igrejas mais famosas. E caro! O ingresso da Abadia de Westminster, onde o Príncipe William casou com a Kate, custa £20. Ja o ingresso para entrar na catedral St Paul's custa £18.

Eu, particularmente, acho um absurdo de caro! Mas se você quer visitar as igrejas sem gastar esse dinheiro, é só se programar para chegar la no horário das missas ou coral. E, obviamente, eles nao cobram entrada nesses horários!
Coral da St Paul's

A St Paul's geralmente tem missas/ensaio do coral as 7:30, 8:00, 12:30 e 17:00. Mas é sempre bom checar no site deles antes para confirmar a programação do dia.

Ja a Abadia tem eventos as 8:00, 12:30 e 17:00. Recomendo também checar no site deles no dia para confirmar.
Coral da Abadia de Westminster
No caso da Abadia tem que ficar atento, pois mesmo quando tem missa eles continuam vendendo ingressos para as visitas. Mas é só chegar la no horário da missa e se dirigir a porta do fundo, pertinho de onde fica a lojinha da igreja e falar pra pessoa que ta na porta que você esta ali para ver a missa. Dai eles deixam você entrar.

Logico que não vai ser a mesma coisa do que se você tivesse pago a entrada, pois você teria direito de ver a igreja toda, escutar o áudio informativo, etc. Mas pelo menos você vai poder ver a grandiosidade dessas lindas igrejas por dentro, sem pagar nada! E se você curte assistir uma missa, é a combinação perfeita! Apesar de serem anglicanas as missas são super parecidas com as católicas. É ate interessante pra conhecer um pouco mais da religião deles.

Atrações Turísticas

  • O famoso Big Ben (casas do Parlamento) fica na beira do Rio Tamisa, pra quem quiser ver! Existe a visita guiada, que é paga e eu super recomendo (fiz esse post contando sobre ela). Mas o prédio em si ta ali, a mostra, pra todo mundo ver e bater foto! 
  • Tower Bridge - Ver a ponte mais bonita abrindo para os barcos passarem. Nesse link voce encontra o horario que ela vai abrir durante o dia. 

  • Abbey Road - ir na famosa faixa de pedestres e recriar a famosa capa de disco dos Beatles
  • Assistir a famosa troca da guarda - Gratuita pra quem quiser ver. É só chegar!
  • Parques, parques e mais parques - são inúmeros, gratuitos e lindos! Passear no Hyde Park, ver as aves no St Jame's, ver a vista panorâmica de Londres no Primrose Hill, o jardim de rosas do Regent's Park, ver os ingleses tomando banho de lago (e quem sabe se juntar a eles!) no Hampstead Heath, subir a subida do Greenwich Park e admirar a vista de Canary Wharf la de cima, ver veados e cervos ao ar livre em Richmond, ou apenas comprar comidinhas num supermercado e fazer um picnic em qualquer um dos parques da cidade.


  • Mercados! Sao tantos. Borough, Camden, Portobello Road, Maltby Street. Todos cheios de diversidade, cultura e charme.
  • London Eye - essa vai ser polemica! Eu particularmente não acho que vale a pena pagar £32 (ou £28.80 pra quem compra online) para dar uma voltinha de 30 minutos na roda gigante. A vista é linda? Sim, claro. Mas acho caro! Se é pra gastar  minha sugestão seria ir para um restaurante com uma vista da cidade (Indico Sushi Samba, os restaurantes do Sky Garden e as outras opções que estão sugeridas no Ebook gratuito, na seção "Rooftop" e gastar essas £32 com comidas e bebidas. 
Vista do Sushi Samba a noite
  • Praças-. Passear pela Trafalgar Square, tirar fotos com os leoes, tendo o Big Ben como pano de fundo. Ou na Leicester Square, vendo onde sao as estreias de cinema, os teatros dos musicais. 
  • Fazer um passeio a pé pelo canal de Camden ate chegar em Little Venice. 
  • Assistir os artistas de rua em Covent Garden. Região maravilhosa de Londres, cheio de restaurantes, bares e entretenimento. 
  • Visitar Piccadilly Circus e o famoso letreiro luminoso. Não custa nada!
Tenho certeza que ainda existem varias outras sugestões para serem acrescentadas aqui, então eu vou deixar esse post em eterna construção, incluindo ate sugestões de vocês, que tal? 

Acho que as minhas sugestões já dão pra encher uns 4, ou mais, dias de passeios por Londres. Tudo isso gastando pouco ou nada.

Então vamos parar com essa historia de que Londres é cara!
Marquem as passagens e venham! E já que vocês vão economizar tanto dinheiro com essas dicas preciosas talvez ate sobre um pouco para me contratar para um passeio guiado em Londres. :)

Tuesday, 9 August 2016

Os melhores chips pra internet em Londres

Em tempos de Snapchat, Instagram, Facebook e, mais recentemente, Pokemon Go, faz-se cada vez mais necessário ter acesso à internet móvel durante uma visita à Londres. 
Por mais que queiramos nos desconectar um pouco do mundo quando saímos de ferias, hoje em dia, ficar totalmente offline não é mais uma opção viável.

Foto: blog.studylondon.ac.uk

E pra quem, como eu, é viciado na internet, a situação fica ainda mais complicada! Queremos pisar no aeroporto do destino e já mandar fotos pro grupo da família no Whatsapp, pra avisar que chegamos bem e pra fazer um pouquinho de inveja também (quem nunca?)!

Foto: The Times 

Qual chip comprar? Qual a melhor relação custo beneficio? Isso são perguntas que eu escuto SEMPRE dos meus clientes. Então eu resolvi fazer esse post curtinho, com as minhas sugestões.

Fiz uma pequisa e vou indicar pra vocês as melhores opções, na minha opinião, pra quem vem pra Londres a turismo, por poucos dias e precisa se conectar.

Aqui existem varias operadores e milhões de planos diferentes, mas de todas as que eu pesquisei as que eu achei mais interessantes para os turistas foram: Three e Lycamobile. 


A Three quando começou a operar no UK tinha uma fama de ter uma cobertura ruim. Mas eu, pessoalmente, sou cliente da Three ha mais de 5 anos e nunca tive problemas de conexão. Pelo contrario, acho que a internet deles é bem melhor do que de algumas operadoras mais caras. 

A outra é a Lycamobile, que também é conhecida por ter tarifas bem baratas para ligações internacionais. 



As duas oferecem planos de "Sim card only" (apenas o chip) com preços justos e acesso razoável a internet. Vai depender do quanto você usa o seu pacote de dados. Fiz essa table abaixo pra exemplificar os valores cobrados, quantos gigas você receberá e qual operadora.


Valor
GB
Operadora
£10
1GB
Three
£12
2GB
Lycamobile
£15
4GB
Lycamobile (so online)
£20
12GB
Three


A Three tem varias lojas espalhadas na cidade. Você pode entrar no site deles clicando aqui, colocar o post-code de onde você está e ver onde fica a loja mais próxima. 

Já a Lycamobile, alem de ter algumas lojas na cidade, eles também vendem em vários mercadinhos e mercearias (aqui são chamados de off licences) . É super fácil achar pra comprar. Você pode clicar aqui no site deles, colocar o post code e achar o ponto de venda mais próximo. 

Outra opção ainda melhor é fazer o pedido pela internet, através do site deles, e colocar o endereço do hotel para o chip ser entregue la. Assim, quando você chegar pra fazer o check in o seu chip ja vai estar esperando por você. O ideal é entrar em contato com o hotel e perguntar se eles podem guardar o seu chip ate a data da sua chegada. 

Pra pedir um chip da Three é só clicar aqui e preencher os detalhes, escolher o plano (£10 ou £20) e fazer o pagamento. 

Pra pedir um chip da Lycamobile basta escolher qual planos você quer, preencher os dados e fazer o pagamento. Para o plano de £12, clique aqui. Para o plano de £15 clique aqui.

Então fica a dica pra quem ta com viagem programada pra Londres e não quer ficar desconectado! 

Monday, 1 August 2016

Onde assistir as Olimpiadas Rio 2016 em Londres?

Eu não sei vocês, mas eu mal posso esperar pelo inicio dos jogos olímpicos. Eu simplesmente AMO as Olimpíadas e tive o grande privilegio de ver de perto alguns jogos em 2012, quando os jogos aconteceram em Londres. Foi uma das experiencias mais emocionantes da minha vida. Pode parecer piegas mas eu realmente realizei um sonho. Fiz ate um post sobre o final das Olimpiadas em Londres em 2012. 

E agora que os jogos vão ser no meu pais , eu não to conseguindo segurar a ansiedade! Muita vontade de estar la, curtindo com os brasileiros, assistindo todos os jogos rodeados daquele povo bonito e animado que só a gente sabe ser. :)

Mas, como não se pode ter tudo nessa vida, esse ano vou ter que assistir de longe, invejando vendo os amigos que terão a oportunidade de ver de perto o evento mais bonito do mundo.

E se você mora aqui em Londres ou esta com viagem marcada pra cá durante as Olimpíadas, mas não quer perder as transmissões dos jogos, ou melhor, quer assistir os jogos e aproveitar a cidade ao mesmo tempo, esse post é pra você! 

Vou dar dicas de locais bem legais em Londres, ao ar livre, onde você pode fazer as duas coisas: acompanhar os jogos e curtir a cidade.


Recém inaugurado, pertinho da estação de Brixton, o Pop Fields vai contar com um telão ao ar livre, transmitindo os jogos, cervejas artesanais e barraquinhas de comida. 
Super fácil de chegar de metro e não fica longe do centro. Eh so pegar a Victoria Line pra Brixton e da estacão é uma caminhada curta ate o local. 






Numa localizacao super central, perto da estação de Liverpool Street, a Broadgate Exchange Square tem um telão ao ar livre na praça. A partir do dia 6 ate o dia 21 de Agosto eles vão mostrar as Olimpíadas nesse telão. Lembrando que a programação deles encerra as 10pm. Prepare-se para disputar espaço com os executivos que trabalham na área, principalmente na hora do almoço ou depois das 5pm. 





Ao lado da prefeitura de Londres, com direito a vista da ponte mais linda da cidade (Tower Bridge), essa é uma das "fanzones" oficiais das Olimpiadas. 
Pela localização, acredito que essa vai ser a area mais disputadas de todas, mas certamente a mais charmosa! 
Imagina so, assistir os jogos do ladinho da Tower Bridge? Um sonho! 
Estação mais próxima: London Bridge






Outra "fanzone" oficial do evento, esta fica no parque onde aconteceram as olimpíadas em 2012 e tem o diferencial de ser a maior fanzone Olímpica do Reino Unido. 
Não satisfeitos, eles decidiram fazer uma praia artificial, com areia e tudo, pra tentar "transportar" os telespectadores ate o Rio de Janeiro. Alem de tudo isso ainda tem outra vantagem, o Shopping Center Westfield fica ali do lado! 
A estação mais próxima é Stratford.





Uma das áreas mais charmosas da cidade, pertinho da Torre Londres mas escondida do burburinho, essas docas fazem sucesso entre locais e turistas.
E nesse verão, eles vão transmitir alguns jogos olímpicos no telão ate as 8pm. Alem do telão, a região também conta com bares, vários restaurantes, cafés (incluindo uma Starbucks). O telão fica ao lado do Slug and Lettuce, um bar que também serve comida. 
Estação mais próxima: Tower Hill



Pronto, agora não tem mais desculpa! 
Vamos curtir essas Olimpíadas mesmo que a distancia!! :)


Friday, 29 July 2016

Hitchin - Campo de Lavanda na Inglaterra

Sei que todo mundo associa os lindos campos de lavanda com a região da Provence, na França. Mas eu venho notando que os campos ingleses estão ganhando, cada vez mais, espaço e popularidade.



Muitas pessoas querem aproveitar uma visita a Londres e fazer um bate-volta num desses campos. Os mais populares e próximos de Londres são: Mayfield Lavender e o Hitchin Lavender Field. 

O primeiro é bem mais popular e conhecido, ate porque o acesso de transporte publico até lá é mais facil. Ja o Hitchin é mais afastado e, talvez por isso, pouco visitado. 

A melhor época pra ver as lavandas é agora, no verão. Em Julho elas estão na "melhor forma", os arbustos estão mais cheios, as cores mais vivas e o cheiro.. Ah, o cheiro! O cheiro inebria. 






Infelizmente, essa época (Julho/Agosto) coincide com as ferias escolares daqui. Ou seja, quase todas as atrações da cidade ficam lotadas. Pais e filhos querendo curtir os passeios, procurando locais legais para fazer piqueniques e aproveitar o pouco de sol que a gente tem. Como eu queria evitar um local muito lotado (pois fui levando a Cecilia, minha filha de 1 ano e meio) eu preferi ir ate o Hitchin mesmo, apesar de ele ser o menos "famoso" dos campos daqui. 



E a escolha foi certeira! Apesar do dia nublado, a fazenda estava bem cheia. Mas nada que incomodasse. 
Funciona assim: Você paga o valor da entrada (£4,50 por adulto) e recebe uma sacola e uma tesoura. Voce pode colher quantas lavandas quiser ou quantas couberem na sacolinha. Eu sempre morro de pena de cortar plantas e acabo cortando so um pouco. 




E pra quem quiser ter fotos incríveis de lembrança, eles também oferecem um serviço de fotografo oficial. Custa £50 mas eu confesso que não me informei como funciona (se precisa marcar com antecedência, duração, etc).

Entrada do "celeiro" onde fica o café

Na saida do campo, há um cafe super charmoso, num celeiro convertido. Lá, alem de servirem chás, cafés, sanduíches, comida quente, eles também vendem os produtos da fazenda, fabricados usando a lavanda produzida por eles. Tem sabonetes, hidratantes, geleias e também as mudas de lavanda pra quem quiser levar pra casa. 



Parte interna do cafe

É um passeio super legal pra quem tem crianças. Elas curtem participar, escolher e cortar suas próprias lavandas e a fazenda conta com um playground. Não é dos maiores mas quebra o galho! Alem do playground, a fazenda é toda "child friendly" com opções infantis de comida, trocador e cadeirinhas de bebê.

celeiro convertido em cafe/restaurante

Eles também reservam a fazenda para eventos. Hoje eles estavam organizando uma tenda na frente dos campos, com mesas decoradas para receber uma festa de casamento. Ja pensou que incrível casar num campo de lavanda? 
Se voce quiser mais informacoes sobre como reservar a fazenda para eventos, é so clicar aqui.

Fazenda montada para uma recepção. (Foto do aprileveryday.com)


Hitchin Lavender Field fica fora de Londres, saindo um pouquinho pro norte, numa fazenda chamada Cadwell Farm. Eu fui de carro, a estrada é super tranquila, sinalizada e larga e demorou menos de 1 hora pra chegar lá.

Para chegar de carro:

Pra quem tem GPS é so colocar o endereço 
Cadwell Farm
Ickleford
Hitchin
Herts
SG5 3UA

Pra quem nao tem GPS:
Siga na motorway A1 ate a Junction 10, sentido Stotfold. Pegue a A507 e depois de 3-4 kilometros voce vera as placas para Ickeford. Siga essas placas. Assim que voce chegar na vila (Ickleford) a fazenda fica logo do lado direito.

Telefone:
+44 01462 434343

Site:
http://www.hitchinlavender.com
E se você quiser fazer um passeio por la comigo, é so entrar em contato. Posso buscar voces no hotel e levo de carro até a fazenda. :)

Thursday, 28 July 2016

Tiger - Dica de loja

Poucas vezes eu escrevo aqui sobre dicas de lojas. Talvez por não ser tão consumista e não me considerar a melhor pessoa para indicá-las. Nesses anos de blog a única loja que eu me lembro de ter feito um post sobre foi a Shoe Embassy, uma loja de sapatos que eu AMO.

Mas hoje eu quis falar sobre uma loja que eu adoro: Tiger



A Tiger é uma loja Dinamarquesa MARAVILHOSA. Dessas que vendem coisas que você nem precisa mas simplesmente quer! Uma vez que você põe os olhos nessas coisas "inúteis", que são fofas e tem o preço ótimo, elas se tornam indispensáveis. 

Band-aid de coração. Na latinha. £2

A oferta é variada. Eles vendem artigos de decoração, eletronicos, material para DIY (do it yourself), fantasias, artigos para festas, jogos, material de papelaria, artigos para casa, tintas, canvas e até comidas.



Almofadas de flamingos, band-aids de coração, guardanapos temáticos, cola com gliter, mascaras em formato de frutas, imãs que voce mesmo pode desenhar. Todo mundo precisa disso, ne nao?


Papel magnetico para desenhar imãs. £3

A Tiger conta com mais de 600 lojas espalhadas em 28 países, todas na Europa, com a exceção de uma localizada no Japão. 

Em Londres eles tem 21 lojas espalhadas pela cidade. As mais centrais pra quem vem a turismo são: 

Tottenham Court Road 
(essa tem o bonus de ser vizinha da Paperchase, papelaria maravilhosa, de 3 andares!)
241-242 Tottenham Court Road, W1T 7QP London

Oxford Street
105-107 Oxford Street, W1D 2HQ London

Leadenhall Market
58-58A Leadenhall Market, EC3M 7AN

St James' Station (dentro da estação)

Unit 14-17, 55 Broadway, SW1H 0BD London

Se estiverem em Londres e passarem na frente de uma Tiger, entrem! É uma otima pedida pra presentinhos originais, inusitados e lindos. :)

Friday, 24 June 2016

Desabafo Pós-Brexit

No mês de Abril, no ano de 2005, eu fazia a minha primeira viagem internacional, rumo à cidade que tanto me encantava antes mesmo de nos conhecermos pessoalmente. Aos 22 anos, cheia de medos, incertezas mas também excitação, desembarquei em Londres. 

Cheguei na primavera, a estação mais colorida, onde todos estão se despedindo do frio e cinza do inverno e o encanto foi imediato. Londres me conquistou, e o que era um plano de intercambio de 9 meses virou um caso de amor eterno. Nunca mais quis ir embora.

Eu e minha amiga Lana, em 2005. Nossa primeira foto no Big Ben.
Além da linda arquitetura, da importancia historica do país e da presença constante de arte aonde quer que voce vá, o que mais me cativou nessa cidade foi como ela é receptiva com o outro, outras culturas, religiões, comidas, etc. 

Eu, que sempre me senti meio peixe fora d'agua na minha cidade natal, me encontrei aqui. Longe da família, da segurança e conforto que eu tinha no Brasil, aqui eu me senti em casa. Apesar de ser imigrante, me senti abraçada por essa cidade. Sou sua maior defensora, não fale mal de Londres perto de mim.
Foi aqui onde eu passei a maior parte da minha vida adulta, casei e foi o local que eu escolhi para minha filha nascer.

Eu e Guilherme (marido) tomando uma pint ha uns anos atras.

Agora, acelerando o tempo, chegamos em 2016. Ano em que o Reino Unido decide se quer ou não fazer parte da Comunidade Europeia. Os dois lados (Remain e Leave) tem pontos coerentes a serem discutidos. Mas pra quem mora aqui, a gente bem sabe que apesar de todos os outros argumentos da turma do "Leave", o mais importante era a questão da imigração. Todas as pessoas que eu conheço que votaram "Leave" votaram por esse motivo. 

O fato de as escolas estarem lotadas, com crianças que vem de famílias que falam outra língua em casa, de imigrantes ocuparem vagas de emprego que antes seriam ocupadas por britânicos, de comunidades terem imigrantes como a maior parte dos seus vizinhos, etc, etc, etc. Eles dizem que estão perdendo a identidade. 

Hoje, ao acordar, recebi a noticia que o Reino Unido tinha votado pra sair da Comunidade Europeia. 
Ou seja, aparentemente, toda aquela diversidade de culturas e povos convivendo harmoniosamente, que tanto me fascinou em 2005, não é tao legal assim no ponto de vista da maioria dos britânicos.
E o pior é saber de alguns imigrantes, que se dizem britânicos apenas por possuírem um passaporte daqui, que também votaram a favor da saída. Santa ignorância.. 

Eu, como imigrante, pela primeira vez me sinto deslocada nesse país. Me sinto indesejada e até mesmo ofendida. Sabemos que os dados confirmam que a maioria dos imigrantes que estão aqui contribuem muito mais do que tiram. Trabalhamos muito duro e ajudamos a construir esse país, todo dia.

Estamos caminhando, cada vez mais, para um mundo mais segregado. E o Reino Unido deu o pontapé inicial nessa historia.

O resultado dessa votação dói. Tá difícil de engolir.